sábado, 24 de outubro de 2009

Cântico 2.10-14

O meu amado fala e me diz:
Levanta-te, querida minha,
formosa minha, e vem.
Porque eis que passou o inverno,
cessou a chuva e se foi;
aparecem as flores na terra,
chegou o tempo de cantarem as aves,
e a voz da rola ouve-se em nossa terra.
A figueira começou a das seus figos,
e as vides em flor exalam o seu aroma;
levanta-te, querida minha,
formosa minha, e vem.
Pomba minha, que andas
pelas fendas dos penhascos,
no esconderijo das rochas escarpadas,
mostra-me o rosto,
faze-me ouvir a tua voz,
porque tua voz é doce,
e o teu rosto, amável.

1 comentários:

Ana disse...

Que lindo!
Obrigada por ter visitado o meu blog.
bjos

Postar um comentário

 
Copyright 2009. Template por Sinopse, ilustração por Lorena Rodrigues .